Publicado por: Roger Stein | 17/11/2009

Jesus Não Defendia a Tolerância, diz líder da Igreja Casa


Califórnia, 16 de novembro – Enquanto o mundo celebra o Dia Internacional para a Tolerância, o líder da Igreja Casa, Ken Eastburn está desafiando os cristãos a rejeitar a tolerância ao amor livre ao invés da prática. “Não há nenhuma indicação de que Jesus ensinou para os seus seguidores à tolerar aqueles que tinham diferentes estilos de vida ou ofensivo. Seu comando era muito mais radical do que isso”, comentou Eastburn.

O Dia Internacional para a Tolerância é observado para gerar a consciência pública, enfatizar os perigos da intolerância e reagir com maior empenho e ação em prol da promoção da tolerância e da educação. Foi criado em 1995 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

“O mundo vê a tolerância como a solução para muitos problemas que enfrentamos hoje. Mas a tolerância é uma desculpa. Permite-nos amargura, racismo, intolerância e ódio, enquanto nós somos capazes de gerir o nosso comportamento de forma adequada”, diz Eastburn “Tolerância diz ‘eu não tenho que gostar de quem você é ou o que você faz, mas eu vou me juntar com ele.” Os seguidores de Jesus não têm o luxo da tolerância. Nós somos chamados para o tipo de amor que Jesus defendeu que diz: “não importa quem você é ou o que você faz, por você vale a pena morrer.”

Eastburn é um líder do “The Well”, “o bem”, uma rede à base de igrejas em casas, na Califórnia e Colorado. Depois de vender a sua construção em 2005, os membros começaram a se reunir nas casas uns dos outros com um objetivo comum de alcançar aqueles que nunca poriam os pés em uma igreja.

Ele continua: “A versão cristianizada da tolerância é “amar o pecador, odiar o pecado.” Amar o pecador e odiar o pecado soa muito bem, exceto que, quando concretizada nas pessoas, nos encontramos incapazes de amar e odiar ao mesmo tempo e nosso padrão é para resistir ao pecado, em vez de abraçar o amor. Talvez por isso Jesus nunca ficou tão longe. Ele amou simplesmente e ordenou seus seguidores a fazer a distinção”.

Eastburn e outros membros postam suas experiências em um blog mantido pela igreja, acesse aqui.

Anúncios

Responses

  1. Muito bom irmão. Tema polêmico. Continuarei a visitar aqui sempre que der.

    Não deixe de me prestigiar em meu blog também.
    Lembre-se que unidos somos mais fortes =)

    Fique na Graça do Nosso Senhor Jesus.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: