Publicado por: Roger Stein | 25/09/2009

Ameaça sobre o Brasil: nova manobra para aprovar a Lei da Mordaça Gay


(Por Julio Severo) – Em esquema desesperado para comover o Brasil e aprovar rapidamente o PLC 122, Fátima Cleide inclui mulheres, evangélicos, idosos e crianças em nocivo projeto de lei anti-“homofobia”.

fatima-cleide-Em pronunciamento oficial no Congresso Nacional em 28 de agosto de 2009, a senadora Fátima Cleide confessa que, com o apoio dos católicos e evangélicos, o PLC 122 muito em breve estará pronto para ser aprovado.

Conforme apurei com contatos no Congresso Nacional, nenhum líder da bancada evangélica está negociando com Fátima Cleide. Então, como pode Cleide afirmar que o PLC 122 finalmente tem o apoio dos evangélicos? Quem os está representando?

Sabe-se que o “representante” dos católicos é, de acordo com afirmação da própria Cleide, o senador Flávio Arns, que também representa a CNBB. O “representante” dos evangélicos só pode ser o senador Marcelo Crivella, que é um dos maiores líderes da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).

Por que Crivella? Fátima Cleide já vinha secretamente negociando com ele, conforme informação que você pode ler aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2009/05/plc-122-o-que-crivella-esta-negociando.html

Geralmente, os líderes da IURD andam em sintonia com as vontades do Bispo Edir Macedo, cujas posições pró-aborto extremistas são bem conhecidas. E agora o fundador da IURD, com base em sua estranha “ética” sobre o aborto, ensaiou os primeiros passos para uma estranha ética sobre o homossexualismo. Confira mais informações aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2009/08/o-grande-milagre-brasileiro.html

Entretanto, não há a menor dúvida de que, furando o bloqueio evangélico ao PLC 122, Crivella foi o agraciado por Cleide para representar os evangélicos.

Em seu discurso no Congresso Nacional, Cleide cita explicitamente Crivella e fala de sua própria experiência “cristã” mencionando suas raízes nas comunidades eclesiais de base da Igreja Católica. Essas comunidades, verdadeiros vespeiros da Teologia da Libertação, foram fundamentais para a eleição de Lula e muitos outros socialistas que hoje dedicam suas vidas e nosso dinheiro à promoção do aborto e do homossexualismo. Ela também se gaba de que a maioria dos eleitores do estado dela são evangélicos, insinuando um apoio da população evangélica à causa dela.

Não se sabe se Crivella tem também raízes nas comunidades eclesiais de base. O que se sabe é que em pronunciamento oficial no Senado Federal em 28 de março de 2007 ele elogiou o Partido Comunista do Brasil e declarou que “o Evangelho é a cartilha mais comunista que existe”. Assim, ideologicamente, Cleide e Crivella estão em sintonia.

Para aprovar o PLC 122, ela está agora apenas aguardando uma negociação final com os representantes da CNBB e da IURD, que se julgam também representantes de todos os católicos e evangélicos.

Fonte: OVerbo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: